Versione italiana English version Version française

ACTUALIDADES

     

Todas as actualidades

>
 

Pilote > Valentin Moineault

Valentin-Moineault.jpg

 

Première compétition de l'année avec sa nouvelle équipe, ART Grand Prix, la WSK Master Series de La Conca a permis à Valentin Moineault de faire connaissance avec son matériel, châssis ART GP à motorisation TM en catégorie KF (ex-KF2), ainsi que son mécanicien, Francesco Antonucci, ancien pilote de haut niveau, vice-Champion d'Europe ICA en 2001. Le bilan s'avère très positif avec une progression constante du pilote français, aussi bien en performance pure qu'en régularité.

 

20ème au chrono, Valentin confiait qu'il devait s'habituer aux réactions de son châssis, très différentes de celui qu'il utilisait l'an dernier, notamment au niveau du freinage bien plus puissant. Mais le travail avec le team se passait déjà très bien. Il devait pourtant passer par la case repêchage à cause d'un abandon dans la première manche qualificative. "Ce n'est pas grave, expliquait-il dimanche matin, cela me fait une course de plus à disputer, donc de l'expérience en plus !

 

Qualifié en 31ème position au départ de la préfinale, Valentin assurait une très bonne remontée de 14 places en évitant habilement les aléas du peloton. C'est lors de la finale que ses efforts se sont concrétisés, puisqu'il parvenait à rentrer dans le top 10 en signant régulièrement des temps de plus en plus proches de ceux des leaders, tout en étant le plus rapide, sinon le mieux classé, de son team. Et ça, c'est très encourageant !

 

 Site officiel: www.valentin-moineault.com

 

 

Info Kartcom / © Photo KSP


International > WSK Master Series

WSK-2013.jpg

 

Após o menu tradicional do Domingo à noite, caprese e pasta, o concelho editorial Kartcom percorreu os pontos positivos e negativos deste primeiro fim-de-semana 2013 na competição internacional de karting.

 

A WSK Master de La Conca contou com a presença no paddock de três pilotos de Fórmula 1: para além de Jos Verstappen, um assíduo, Jean Alesi e Michael Schumacher estiveram presentes todo o fim-de-semana em Muro Leccesse.

 

O publico, provavelmente atraído pela presença destas celebridades, foi bastante numeroso a partir de Sábado à tarde, com um pico no momento das finais de Domingo. Na maioria eram espectadores exteriores ao karting. Poderia acreditar-se a um campeonato do mundo.

 

O espectáculo, nomeadamente na KF, 60 Mini e KZ2, e menos na KFJ, esteve à altura da frequentação com corridas animadas e por vezes mesmo de tirar o fôlego.

 

Impossível de passar ao lado da vitória de Dorian Boccolacci na sua primeira corrida na KF. O jovem piloto Energy Corse inflamou a bancada pela sua grande audácia. Armand Convers, desiludido pela maneira como perdeu o primeiro lugar na final, trouxe à prova a referência de um campeão experiente, ao lutar tanto com brio como fair-play. Durante esse tempo Max Verstappen foi imperial na KZ2 ao realizar impecavelmente todas as corridas. Saudemos igualmente o domínio de Alessio Lorandi na KFJ.

 

Os motores Vortex KF e KFJ 2013 fizeram boa impressão. Na KFJ foram bastantes com uma boa classificação, enquanto na KF se destacaram em termos de desempenho, mesmo se dois pilotos de ponta tiveram problemas quando estavam no comando.

 

A cronometragem da WSK é agora assegurada pela Apex-timing e marca um progresso em relação à solução anteriormente utilizada. Para além do ganho em eficácia e rapidez, a Apex-timing propõe na afixação directa ou no download mais informações úteis. Os especialistas apreciarão !

 

Finalmente, não é uma novidade mas merece ser lembrada de vez em quando, o acolhimento na estrutura da WSK é sempre tão charmoso como competente, qualidades notadas e apreciadas pelos pilotos e seus acompanhantes.

 

Passemos agora ao reverso da medalha...

 

O público pode mostrar-se bastante maçador na presença de um campeão do calibre de Michael Schumacher, esquecendo que, atrás da imagem que os média lhe deram existe um homem que teria direito a mais tranquilidade, ou mesmo apenas respeito.

 

Já foi dito, as corridas foram espectaculares, mas é preciso reconhecer que alguns KFJ foram bastante longe, provocando muitos acidentes. Sabemos que precisam de algumas corridas para se disciplinarem, no entanto é preocupante. Os comissários desportivos não foram para o desemprego durante todo o fim-de-semana, para acalmarem as coisas.

 

Por falar em desemprego, o marasmo ambiental, nomeadamente em Itália, estende-se ao pequeno mundo do karting. Não é uma novidade, mas talvez seja mais sensível do que antes, neste início do ano 2013.

 

Começar a época nos primeiros dias de Fevereiro não traz só vantagens, mesmo se no conjunto a meteorologia foi clemente. Os dias são curtos e a temporada também. Todas as equipas estavam longe de se encontrarem bem preparadas, para alguns a ideia mesmo de pausa hibernal desapareceu do calendário.

 

Para finalizar, pequeno protesto da parte dos jornalistas: ligação internet de baixa velocidade e cortes na conexão tornam por vezes difícil o trabalho da imprensa, nomeadamente no auge das finais. Um local tão famoso como La Conca deverá certamente poder melhorar este problema recorrente. Obrigado de avanço !

 

 

Info Kartcom / © Fotografia KSP 


KF.jpg

Os KF compensaram-nos mais uma vez com uma magnífica corrida, cujo resultado só foi conhecido na meta após vários golpes de teatro. Karol Basz (Tony Kart/Vortex) sai como líder na primeira volta, perseguido por um San Snell (Energy/Parilla) bastante incisivo, enquanto Dorian Boccolacci (Energy/TM) conseguia colocar-se na 3ª posição, na boa trajectória. Lance Stroll (Zanardi/Parilla) ocupava a 4ª posição na frente de Armand Convers (Kosmic/Vortex). Boccolacci conseguia logo a abertura do seu colega de equipa Snell, imitado imediatamente por Stroll e Convers, antes de atacar Basz, fazendo-lhe a exterior na recta após a partida, o que não é comum.

 

Convers atacava de seguida Stroll e alcançava o piloto Tony Kart na caça ao Energy. Mais longe, Ben Barnicoat reconquistava o 5º lugar a Snell, Callum Ilott (Zanardi/Parilla) subia à 7ª posição na frente de Marco Maestranzi (PCR/Parilla) e George Russell (Birel/TM). Durante esse tempo, o 2º Francês, Valentin Moineault (ART GP/TM) ganhava terreno regularmente. Basz mostrava-se ameaçador a Boccolacci, e conseguia tirar-lhe a liderança à 9ª passagem, enquanto Convers passava para 2º, um pouco mais tarde. Agora em 3º, Boccolacci ainda não tinha dito a última palavra...

 

Ilott e Maestranzi chocavam à meia-corrida e apenas o Britânico podia continuar, mas muito atrasado. Na frente, o trio mantinha-se agrupado a menos de meio segundo. Boccolacci consegue a vantagem sobre Convers, que no entanto não desistia de nada. Basz abandonava no início da última volta, oferecendo o primeiro lugar a Boccolacci. O duelo franco-francês repetia então o segundo acto. Mais veloz nas rectas, Convers atacava na última curva, mas Boccolacci oferecia-lhe uma forte resistência que terminava com um ligeiro toque. Convers, não muito satisfeito, tentava passar na meta, mas Boccolacci vencia a apenas 28 milésimos face ao mais velho. Stroll aproveitava um belo 3º lugar, que recompensa um bom início de época na KF, na frente de Barnicoat, 4º e Kevin Rossel (LH/BMB) 5º. Moineault entrava agilmente no top 10.

 

Podium-KF.jpg

 

Info Kartcom / © Fotografias KSP


Fim-de-semana perfeito para o jovem Holandês Max Verstappen (CRG/TM) que adiciona uma última vitória, o da 2ª final do encontro de La Conca, a um resultado já bem preenchido. Logo que os semáforos se apagaram ninguém lhe pôde contestar o primeiro lugar. Riccardo Negro (DR/TM) tinha bem a ambição, mas depressa foi afastado da trajectória em favor de Patrik Hajek (Praga/Parilla), alcançado pelo seu colega de equipa Bas Lammers, Fabian Federer (CRG/Modena), Jorrit Pex (CRG/TM), Simas Juodvirsis (Energy/TM), Jérémy Iglesias (Lenzo/LKE) e Paolo De Conto (Birel/TM).

 

Podium-KZ.jpg

 

Atrás de um Verstappen intocável que se escapou a cerca de 3 segundos, o pelotão de caça permaneceu muito tempo agrupado. Lammers cai de seguida para o fundo da tabela, Hajek, Federer e Pex enfrentam-se lindamente, enquanto De Conto alcançava definitivamente o segundo lugar. Hajek subia finalmente ao terceiro degrau do pódio, Pex classificava-se em 4º na frente de Iglesias e Ben Hanley (ART GP/TM), com uma excelente recuperação e autor da melhor volta. Charly Bizalion (BRM/TM) garantia uma satisfatória 14ª posição.

 

 

Info Kartcom / © Fotografia KSP


Se a final KFJ foi movimentada, isso não concerne o vencedor, Alessaio Lorandi (Tony Kart/Vortex), líder incontestável da 1ª à última volta no circuito de La Conca. O seu primeiro sucessor foi, em primeiro, o surpreendente Canadiano Parker Thompson (Energy/TM), que se estreava aqui na KFJ após um início de carreira na Rotax. Este segundo lugar foi-lhe de seguida contestado por Max Defourny (Kosmic/TM), que conseguiu a mais bonita corrida da sua jovem carreira. Lando Norris (FA Kart/Vortex) veio de seguida instalar-se no segundo degrau do pódio, a duas voltas da chegada. Max Fewtrell (FA Kart/Vortex) acabou por forçar a passagem sobre Defourny na última volta, colocando-se na 3ª posição e empurrando o jovem Belga para o 9º lugar. Mas a manobra do Britânico era de seguida sancionada pela Direcção de Corrida que lhe aplica 8'' de penalidade, jistória de passar para trás de Defourny na classificação.

 

Podium-KFJ.jpg

 

Thompson aproveitou estas mudanças para chegar a 3º e conseguir assim um bom pódio desde a sua primeira corrida na categoria, enquanto o jovem Alemão Mick Betsch (Tony Kart/Vortex) se se mostrava cada vez mais convincente e classificava-se em 4º na frente do Tailandês Sasak Chaimongkol (ART GP/TM). Do lado Francês o balanço não é muito satisfatório, com Arthur Lehouck (Lenzo/LKE) que rebentava a correia mesmo antes da partida e Julien Darras obrigado a abandonar antes da meia-corrida. Nikita Sitnikov (Tony Kart/BMB), que fazia parte dos favoritos, foi expulso na primeira curva durante um acidente.

 

 

Info Kartcom / © Fotografia KSP


Todas as actualidades

>
 
Facebook Twitter Google+ Pinterest

Conexão



Parceiros